O parto é um evento bio-psico-fisiológico e único, caracterizado pelo nascimento de um ou mais bebês e pelo ressignificação da mulher.

Antigamente a mulher dava à luz amparada por outras mulheres que já haviam experimentado tais sentimentos. Hoje muitas mulheres sentem-se inseguras e desejam informações e afirmações positivas sobre sua capacidade para parir, sobre o poder de seu corpo, e precisam desta corrente positiva sobre experiências de parto, tão distantes da assistência tecnicista de hoje.

Durante o parto a mulher passa por uma enxurrada de hormônios e por sentimentos nunca experimentados antes!!! Como todos sabemos, hormônios e sentimentos estão diretamente ligados, estes têm o papel fundamental desde a reprodução até a maternagem pós-parto. Há uma química mágica de hormônios no parto para trazer o bebê à vida fora do útero e posteriormente esta química hormonal se transforma e se modifica para contribuir para que mãe e bebê se reconheçam e se enamorem dia após dia, na construção da vinculação.

A Doula busca compreender os sentimentos mulher, sua doulanda…. Trabalha seu conforto e a sua paz, para ela poder trazer ao mundo o seu filho com cuidado e segurança.

E como funciona este apoio na prática?

A Doula pode atuar em diversas situações: tira dúvidas à respeito dos tipos de parto; prepara a gestante, fisicamente e emocionalmente para o momento do parto e nascimento, seja ele parto normal ou na decorrência uma cesariana necessária. Apoia e dá ajuda prática para os momentos subsequentes ao parto e primeiros cuidados com o bebê.

ETAPA POR ETAPA:

Doula durante a gestação: a Doula pode acompanhar a mulher durante a sua gestação realizando encontros de preparação, oferecendo-lhe apoio, informações atualizadas baseadas em evidências científicas. Promove um espaço para suas dúvidas e expectativas, relaxamento através de técnicas. A doula oferece à mulher um momento dela e de quem a apoiará na chegada de seu bebê, para que possa usá-lo de forma integrada com a doula, promovendo uma relação de confiança e intimidade entre ambas, tão importante para o desenvolvimento da vinculação e parceria tão querida e delicada.

Ela faz orientações sobre tudo o que deve ser planejado com antecedência, sobre a organização da casa/tarefas no retorno com o bebê, sobre a saída para a maternidade, sobre os protocolos das maternidades, etc.. Passará toda a informação possível para aumentar a segurança da mulher e sua família, para o futuro momento do parto.

Doula durante o trabalho de parto e nascimento:  A doula é a primeira a chegar na residência da mulher e a última a sair, sendo o parto em casa ou no hospital.

A Doula busca encontrar a melhor maneira de ajudar a mulher e sua família nesta etapa, oferecendo-lhe conforto, propõe posições para a melhor descida do bebê, propões Técnicas de alívio para maior conforto em relação à dor, massagem para relaxamento específica para o trabalho de parto, ou alívio das contrações, pode usar técnicas como aromaterapia, visualizações, respirações. Cada mulher é única em sua experiência de dar à luz e a atuação da Doula está plenamente associada ao seu desejo e à percepção do que ela necessita naquele momento.

A Doula também pode também traduzir em linguagem simples os acontecimentos e modificações ligadas ao trabalho de parto, parto e nascimento; Conforta e auxilia o pai (e/ou acompanhante da escolha da mulher) durante todo o trabalho de parto, parto e nascimento, ajudando-o(a) a ser  e sentir-se ativo(a) no processo de nascimento de seu filho, contribuindo assim para sua vinculação.

Doula  no pós-parto: A Doula no pós-parto pode atuar de diversas maneiras; Nossa disponibilidade e escuta é nosso guia…. Esta ajuda pode ser ajuda prática no atendimento domiciliar, seja diurno ou noturno (conforme combinação entre doula e doulanda), oferecendo ajuda prática no cuidado com o bebê, servindo de suporte à mulher, oferecendo apoio em suas dúvidas, angústias, medos. Ou mesmo olhar o bebê enquanto recupera algumas horas de sono. O puerpério é um momento onde a mulher deva sentir-se apoiada e confiante sobre sua função materna, e como Doula, vemos esta atuação como um reforço e incentivo à suas capacidades como mãe e o desenvolvimento destas.

Doula na Amamentação e cuidados com o bebê e com a família no puerpério:

Temos experiência com amamentação e podemos auxiliar neste primeiro momento com dúvidas como boa pega, fissura, mama empedrada, suspeita de mastite, armazenamento de leite materno, volta ao trabalho, etc…

Em relação aos cuidados do dia a dia com o bebê, vocês são a melhor família que ele pode ter. Nós entendemos o nosso cuidado como um meio de ajudar que as primeiras experiências sejam recebidas com muito amor e delicadeza. E dicas poderão surgir baseadas nas necessidades da família, no que ela deseja e quer oferecer ao seu bebê.

Observação sobre todo o trabalho da doula: A doula não realiza procedimentos técnicos com a mulher; não receita qualquer medicação, ou exames, para isso temos profissionais em quem confiamos para orientar às nossas doulandas porém nosso acompanhamento interfere em dados importantes da assistência que merecem destaque:

Estudos demonstram que o suporte contínuo oferecido por uma doula a no parto pode reduzir:
Em 50% as taxas de cesárea;
Em 40% parto a fórceps
Em 60% os pedidos de anestesia peridural;
Em 40% outros medicamentos para dor;
Em 25% a duração do trabalho de parto;
Em 50% a necessidade de ocitocina, entre outros.

(Klaus e Kennel, 1993, “Mothering the Mother”)

 

Somos doulas e apaixonada pela nossa profissão. Cada parto e família são únicos! Abraçamos aquela família e vivenciamos intensamente esse ritual sagrado da preparação, parto e nascimento. Também ficamos ocitocinadas! Saímos do parto muitas vezes quebradas, mas felizes por termos contribuído para a chegada deste bebê, para a vida que surge depois de tamanho esforço e entrega. Torcemos por cada história de cada mulher. Vibramos juntas, sentimos e nos solidarizamos quando as coisas saem diferentes do planejado, e choramos emocionadas com as histórias de superação…

Em todas as situações temos nosso apoio para dar e queremos que contem com a gente!

Obrigada por ler até aqui!

Autora: Mariana Chagas e Daniela Andretto.